Datainfo trabalha com a Advocacia Geral da União (AGU) na expansão do sistema de inteligência

A Advocacia Geral da União (AGU) atua na representação em juízo e orientação jurídica do governo federal. Para acompanhar o andamento de ações e documentos jurídicos de interesse do Executivo nos 22 tribunais federais do país, dois de seus procuradores com conhecimento em programação criaram o software Sapiens. Contudo, a AGU precisava de apoio para se dedicar à evolução do sistema de inteligência e, para isso, chamou a Datainfo, que disponibilizou serviços de outsourcing para acelerar o projeto.

O contrato, mediante processo licitatório, disponibilizou à AGU profissionais capacitados entre analistas, scrum masters, programadores e desenvolvedores em diferentes linguagens para trabalhar na expansão do sistema de inteligência, viabilizando sua evolução para o Super Sapiens, em 2020.

Considerado o principal ativo tecnológico da AGU, o Super Sapiens conta com mais de 100 mil usuários internos e externos, um petabyte de armazenamento e movimenta um milhão de intimações da AGU pelo Poder Judiciário por mês. Permite não só o monitoramento de documentos de interesse, mas usa inteligência artificial para sugerir, de acordo com o assunto e a relevância da tese discutida, a redação de peças jurídicas, pareceres, contestações e recursos junto ao Poder Judiciário.

A evolução para o Super Sapiens, apoiada pela Datainfo, permitiu a modernização da interface, uso do sistema em smartphones e tablets, melhorias nos mecanismos de pesquisa e obtenção de informações, maior velocidade de resposta, geração automática de subsídios para defesa judicial, além de diferentes soluções de inteligência artificial e de automatização do trabalho.

Com auxílio do outsourcing da Datainfo, o sistema foi atualizado para a linguagem PHP-8 e interface Angular, reduzindo a troca de telas e melhorando a interface do usuário com intuito de simplificar as tarefas digitais. Outra ação importante foi desacoplar os módulos de forma que outros órgãos pudessem acessar o sistema, mas apenas para os dados que lhe são permitidos e com facilidade.

Todas essas adições foram feitas sem prejuízo da capacidade de resposta do Super Sapiens: ele é 70% mais rápido que o sistema inicial. Tal resultado foi obtido com o uso de tecnologia de ponta, com as versões novas e consolidadas de todos os frameworks necessários à programação. As equipes – formadas por áreas de atuação, envolvendo os técnicos da Datainfo e da AGU – testaram exaustivamente cada módulo para entregá-los ao público rodando perfeitamente.

A velocidade também está no manejo dos processos por parte dos procuradores federais, pois o Super Sapiens permite respostas mais rápidas da AGU aos prazos recursais com o monitoramento das ações, controle de fluxos e sugestão qualificada de elaboração das peças jurídicas. Um benefício não apenas para os servidores do órgão, mas para todos os cidadãos brasileiros.

 

 

Histórico do Sapiens

Criado em 2012, pelos procuradores federais Eduardo Lang e Mauro Baioneta, o Sapiens recebeu a adesão de outros três servidores da AGU em 2016 e, atualmente, são 40 profissionais em quatro diretorias e uma secretaria específica dentro da AGU. Sua contribuição à modernização do órgão resultou na vitória, em 2020, do Prêmio Innovare na categoria Advocacia, voltado para reconhecer práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil.

Dados de dezembro de 2020, primeiro ano do trabalho da Datainfo com o Super Sapiens, apontam que apenas a inserção automática dos subsídios de outros órgãos públicos no sistema de inteligência foi capaz de gerar economia de R$ 26 milhões em recursos humanos. Benefícios que podem aumentar ainda mais com a expansão do Sapiens pelo país, pois há termos de cooperação técnica para levar o sistema a outras instituições, como Advocacias e Procuradorias dos Estados e Municípios, ente outras aplicações previstas.

“O Sapiens é uma ferramenta poderosa à disposição AGU, um projeto realmente inovador. Com a necessidade de atualizações e evolução do sistema, precisávamos de pessoal altamente qualificado para lidar com as complexidades da ferramenta e lançar o Super Sapiens. Os serviços de outsourcing da Datainfo foram fundamentais para esta nova etapa do sistema, um trabalho conjunto do qual estamos todos orgulhosos”, pontua Daniel Von Paraski, analista da Secretaria de Gestão Estratégica da AGU.

Para Marcelo Ferrari, vice-presidente e co-fundador da Datainfo, este é mais um exemplo da mobilização do setor público na transformação digital, movimento no qual a Datainfo participa ativamente no desenvolvimento de soluções tecnológicas personalizadas.

O setor público está procurando cada vez mais por automação, pois sem tecnologia é impossível processar de forma moderna e ágil dados de pessoas e empresas de um país com as dimensões do Brasil. A gestão de TI eficiente traz diversos benefícios para a sociedade, como ganho em eficiência operacional, o que torna os processos das instituições públicas mais transparentes, acelera a execução das tarefas dos servidores públicos, reduz a carga de trabalho e, o mais importante, entrega serviços de qualidade aos brasileiros”, declara Ferrari.

Sobre a AGU

A Advocacia-Geral da União (AGU) é a instituição que, diretamente ou através de órgão vinculado, representa a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo.

56 / 58