Dicas de Produtividade no Desenvolvimento em TI – Low Code

Descubra dicas valiosas e estratégias para otimizar o seu tempo e criar soluções mais eficientes e poderosas.

 Se você é um gestor de projetos, sabe que a produtividade da sua equipe é um fator muito importante para atender às demandas do dia a dia, especialmente no campo de TI, onde a eficiência é fator primordial para o sucesso de um projeto.

Nesse sentido, produzir resultados de alta qualidade, dentro do prazo e com recursos limitados, é essencial não apenas para garantir a satisfação dos clientes, mas também para fechar novos negócios.

É nesse contexto que o desenvolvimento low-code surge como uma solução promissora para aumentar a produtividade no desenvolvimento de software, como uma plataforma poderosa para simplificar e acelerar o processo de criação de aplicativos.

Neste artigo, vamos explorar a importância da produtividade no campo de TI e abordar questões que podem afetar a eficiência e a rentabilidade das empresas.

Continue lendo e confira!

O que é desenvolvimento Low-code

A plataforma low-code é uma abordagem inovadora no campo da programação de software, que busca simplificar o processo de criação de aplicativos por meio de interfaces visuais e ferramentas intuitivas.

Em vez de exigir que os desenvolvedores escrevam manualmente todo o código necessário para construir um aplicativo, o desenvolvimento low-code oferece soluções onde é possível arrastar e soltar componentes pré-configurados, automatizando grande parte do trabalho técnico.

Esse modelo de desenvolvimento permite que tanto profissionais experientes quanto iniciantes criem aplicativos de forma mais rápida e eficiente, reduzindo significativamente o tempo de desenvolvimento e os custos associados.

Com o desenvolvimento low-code, as empresas podem acelerar a entrega de novos aplicativos e sistemas, respondendo mais rapidamente às demandas do mercado e às necessidades dos usuários.

Além disso, essa abordagem promove a colaboração entre equipes multidisciplinares, visto que permite que profissionais de diferentes áreas contribuam para o processo de desenvolvimento sem exigir um profundo conhecimento em programação.

Como resultado, o desenvolvimento low-code está se tornando cada vez mais popular em diversos setores, impulsionando a inovação e democratizando o acesso à criação de software.

Desenvolvimento Low-code vs No-code: Qual a Diferença?

Para esclarecer os conceitos, vamos destacar as principais diferenças entre o Low-code e o No-code, já que muitas pessoas tendem a confundi-los.

Low-code e No-code são abordagens de desenvolvimento de software que visam democratizar a criação de aplicações, tornando-a acessível a pessoas com pouca ou nenhuma experiência em programação.

Embora compartilhem o objetivo de simplificar o desenvolvimento, low-code e no-code se diferenciam no âmbito de abstração e na quantidade de conhecimento técnico necessário. Entenda as diferenças!

No-code

  • Dispensa completamente a escrita de código: Plataformas no-code oferecem interfaces intuitivas e recursos visuais que permitem criar aplicações sem nenhuma linha de código.
  • Foco em usuários não técnicos: Qualquer pessoa com conhecimento básico de computador pode utilizar ferramentas no-code.

Ideal para:

  • Criação de aplicativos simples e rápidos;
  • Automação de tarefas básicas;
  • Desenvolvimento de soluções para uso pessoal ou de pequenos negócios.

Low-code

  • Abstrai a complexidade da codificação: Por meio de interfaces visuais e ferramentas de arrastar e soltar, o low-code permite a criação de aplicações com menos linhas de código do que o desenvolvimento tradicional.
  • Exige conhecimento básico de programação: Usuários low-code geralmente precisam entender conceitos básicos de programação, como lógica e estrutura de dados, para utilizar as ferramentas de forma eficaz.
  • Ideal para:
    • Criação de aplicativos rapidamente;
    • Prototipagem e validação de ideias;
    • Automatizar tarefas repetitivas;
    • Desenvolver aplicações para uso interno da empresa.

Apontadas as diferenças, continue lendo e entenda como o desenvolvimento low-code pode ser fundamental para melhorar a produtividade em sua empresa por meio de aplicações altamente eficientes.

O papel do desenvolvimento Low-Code: Dicas para produtividade

Como abordamos, as plataformas low-code visam aumentar a produtividade dos times de desenvolvimento e áreas de negócio.

Entre as diversas ações para maximizar esse ganho, separamos alguns insights, veja:

  • Automatize tarefas repetitivas: Uma grande vantagem do low-code é a possibilidade de automatizar processos manuais que consomem tempo. Analise as tarefas que você ou sua equipe realizam com frequência e veja se é possível automatizá-las com a plataforma low-code.
  • Escolha a ferramenta certa: Nem todas as plataformas de low-code são iguais. Avalie as necessidades do seu projeto e escolha uma ferramenta que possua funcionalidades específicas para resolvê-las.
  • Foque em soluções de negócio: Não se prenda apenas à tecnologia. Use o low-code para resolver problemas reais do negócio, como melhorar a comunicação interna, automatizar processos de vendas ou criar aplicativos móveis para clientes.
  • Invista em treinamento: Para aproveitar todo o potencial do low-code, é importante que os usuários recebam treinamento adequado. A plataforma deve oferecer documentação e tutoriais para facilitar o aprendizado.
  • Colaboração entre times: O low-code permite que pessoas de negócio e times de TI trabalhem em conjunto. Incentive a colaboração para que as soluções criadas sejam as mais adequadas para cada necessidade.
  • Governança e segurança: Estabeleça regras claras para o uso da plataforma low-code. Isso ajudará a garantir a segurança dos dados e a qualidade das aplicações desenvolvidas.

Além dessas dicas, é importante lembrar que o low-code não é uma solução mágica. É preciso ter um bom planejamento e organização para obter os melhores resultados.

5 Benefícios das plataformas Low-code

É importante ressaltar que o desenvolvimento low-code oferece diversas vantagens para empresas e profissionais de TI.

Vamos detalhar um pouco mais sobre as principais vantagens, continue acompanhando.

1. Aumento da agilidade e produtividade

  • Desenvolvimento rápido de aplicações: O low-code permite a criação de aplicações em um tempo muito menor do que o desenvolvimento tradicional, utilizando interfaces visuais e ferramentas de arrastar e soltar.

Para tanto, as empresas podem colocar suas ideias em prática de forma mais rápida e eficiente, respondendo às demandas do mercado com mais agilidade.

  • Menos tempo de codificação: As plataformas low-code otimizam muitas tarefas complexas de codificação, liberando tempo para que os desenvolvedores se concentrem em atividades mais estratégicas e criativas.

2. Redução de custos

  • Menor necessidade de mão de obra especializada: O low-code permite que pessoas com menos experiência em programação desenvolvam aplicações, reduzindo a necessidade de contratar desenvolvedores experientes e de alto custo.
  • Agilização da resolução de problemas: O low-code permite que as empresas resolvam problemas de forma mais rápida e eficiente, reduzindo custos com retrabalho e otimizando seus processos.

3. Maior flexibilidade e adaptabilidade

  • Desenvolvimento sob medida: As plataformas low-code oferecem diversas ferramentas e recursos para personalizar aplicações de acordo com as necessidades específicas de cada negócio.
  • Evolução contínua das aplicações: As aplicações low-code podem ser facilmente modificadas e atualizadas, permitindo que as empresas acompanhem as mudanças do mercado e as necessidades dos seus clientes.
  • Maior capacidade de resposta: O low-code permite que as empresas respondam rapidamente às mudanças do mercado e às demandas dos seus clientes, criando novas funcionalidades e aplicativos em um curto espaço de tempo.

4. Democratização do desenvolvimento

  • Empoderamento dos cidadãos-desenvolvedores: Ao permitir que pessoas de diferentes áreas de negócio participem do processo de desenvolvimento de aplicações, compartilhando suas ideias e conhecimentos, contribui para a autoestima dos colaboradores.
  • Quebra de barreiras entre TI e negócio: O low-code facilita a colaboração entre times de TI e áreas de negócio, garantindo que as aplicações desenvolvidas atendam às necessidades reais dos usuários.
  • Maior engajamento dos colaboradores: Esse formato de desenvolvimento permite que os colaboradores participem da criação de soluções que facilitem o seu dia a dia, aumentando o engajamento e a produtividade.

5. Recursos importantes

  • Melhoria na experiência do usuário: As plataformas low-code oferecem recursos para criar interfaces intuitivas e amigáveis, proporcionando uma melhor experiência para os usuários das aplicações.
  • Maior segurança das aplicações: As plataformas low-code oferecem recursos de segurança integrados, como autenticação, criptografia e controle de acesso, protegendo os dados das empresas.
  • Facilidade de integração com outros sistemas: As aplicações low-code podem ser facilmente integradas com outros sistemas existentes na empresa, otimizando a comunicação e o fluxo de dados.

Exemplos de aplicações Low-code

Existem diversas aplicações práticas para o desenvolvimento Low-code em variados setores. Listamos quatro cenários para você se inspirar:

1. Desenvolvimento de aplicativos empresariais

Plataformas Low-code são frequentemente usadas para criar aplicativos corporativos internos, como sistemas de gestão de recursos humanos, gerenciamento de projetos, controle de estoque e CRM (Customer Relationship Management).

2. Portais de autoatendimento do cliente

Muitas empresas implementam portais de autoatendimento do cliente usando Low-code, onde os clientes podem realizar transações, acessar informações de conta, fazer pedidos, entre outras ações, sem a necessidade de intervenção humana.

3. Aplicativos móveis

O desenvolvimento Low-code é amplamente utilizado na criação de aplicativos móveis para diferentes fins, como aplicativos de entrega de alimentos, rastreamento de fitness, serviços bancários móveis e muito mais.

4. Automatização de processos de negócios

Plataformas Low-code permitem a criação de fluxos de trabalho automatizados para simplificar e otimizar processos de negócios, como aprovações de documentos, solicitações de férias, gerenciamento de tickets de suporte e fluxos de trabalho de aprovação de despesas.

Vale lembrar que esses são apenas alguns exemplos de como o desenvolvimento Low-code está sendo utilizado para acelerar a criação de aplicativos e sistemas em uma ampla gama de contextos empresariais e industriais, porém outras aplicações podem ser desenvolvidas para a realidade da sua empresa.

Os benefícios do Low-code na gestão de projetos

Assim como em outras áreas, na gestão de projetos o desenvolvimento Low-code pode reduzir significativamente o tempo necessário para desenvolver e entregar soluções, garantindo maior agilidade e eficiência em todos os estágios.

Para tanto, destacamos:

1. Desenvolvimento rápido de protótipos

Com plataformas Low-code, os desenvolvedores podem criar protótipos funcionais de aplicativos em questão de horas ou dias, em vez de semanas ou meses necessários com abordagens tradicionais.

Isso permite que as equipes testem rapidamente diferentes ideias e obtenham feedback dos usuários, acelerando o ciclo de desenvolvimento.

2. Automatização de processos

As plataformas Low-code também podem ser usadas para criar fluxos de trabalho automatizados para tarefas repetitivas e rotineiras, como aprovações de documentos, gerenciamento de tarefas e notificações.

Ao eliminar a necessidade de intervenção manual em processos operacionais, as equipes podem acelerar a conclusão de tarefas e minimizar erros.

3. Integração simplificada de sistemas

Com as ferramentas Low-code, é mais fácil integrar sistemas e aplicativos existentes, reduzindo o tempo necessário para desenvolver interfaces de comunicação entre diferentes sistemas.

Isso significa que as equipes podem aproveitar melhor os recursos e dados já disponíveis, acelerando o desenvolvimento de novas funcionalidades e a entrega de projetos.

4. Colaboração eficiente

Na gestão de projetos, as plataformas Low-code facilitam a colaboração entre desenvolvedores, designers e stakeholders do projeto, oferecendo ferramentas de comunicação e compartilhamento de informações integradas.

Low-code: Potencializando a produtividade no ambiente de TI

Como vimos, o desenvolvimento Low-code tem um papel de destaque para manter a produtividade no ambiente de TI, visto que fornece uma abordagem simplificada e eficiente para a criação de aplicativos e sistemas.

Isso reduz significativamente o tempo de desenvolvimento e os custos associados, permitindo que as equipes de TI respondam de forma mais ágil às demandas do negócio.

Além disso, o desenvolvimento Low-code facilita a colaboração entre equipes multidisciplinares, fornecendo ferramentas intuitivas para compartilhamento de informações e feedback em tempo real.

Nesse sentido, ajuda a alinhar as expectativas dos stakeholders e agilizar o processo de desenvolvimento, garantindo que os projetos avancem de forma eficiente e produtiva.

Portanto, se você trabalha com senso de urgência, não hesite! Fale agora mesmo com um dos nossos especialistas sobre os treinamentos em Low Code e os serviços que oferecemos!

77 / 80